O Nascimento de Jesus

23 Capa DezembroO Nascimento de Jesus é a história mais bela e profunda até hoje.
Os Anjos de Deus comemoraram felizes! O Natal, o nascimento de Jesus, ocorrido aproximadamente entre 5 ou 4 AC, era o acontecimento mais esperado de toda história humana.

“Glória a Deus nas alturas, paz aos homens de boa vontade!” O Natal é uma história sublime e comovente, pois descreve como o Verbo de Deus se tornou ser humano para nos salvar.

O Filho de Deus tornou-se um de nós, por amor à humanidade, para trazer a verdadeira vida, luz e salvação. Jesus, de humilde aparência, como simples menino, pobre carpinteiro de Nazaré, varão de dores, passou por várias humilhações.

Ele era, porém, o verdadeiro Filho do Deus Altíssimo, infinitamente poderoso. O Natal traz essa mensagem de perdão, um espírito sublime de reconciliação e reunião familiar.

O Nascimento de Jesus nas Profecias

Presentes em toda a Bíblia, essas profecias, que tem uma beleza poética singular, constituem uma série de homens que, durante mais de quatro mil anos, profetizaram uns após outros o mesmos acontecimentos que se completam mutuamente.

Jesus nasceria da semente da mulher - Gênesis 3.15 - Gl 4.4
O Messias seria descendente de Abraão - Gênesis 12.3 - Mt 1.1
O Messias seria descendente de Isaque - Gênesis 17.19 - Lc 3.34
O Messias viria da tribo de Judá - Gênesis 49.10 - Lc 3.33
O Messias herdaria o trono de Davi - Isaías 9.7 - Lc 1.32,33
O Messias seria ungido e eterno - Sl 45.6,7; 102.25-27 - Hb 1.8-12

Jesus é aquele que foi prometido desde o tempo da eternidade!
O cordeiro que foi morto antes da fundação do mundo. Diversos profetas falaram dele de antemão.

“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.” Isaías 9:6

O Nascimento de Jesus em Belém

Belém é uma das mais antigas aldeias da Palestina. Era chamada de Efrata, a fértil (Gn 35.19). Belém significa casa de pão. E foi justamente na casa de pão que nasceu O Pão da Vida que Desceu do Céu.

Miquéias profetizou sobre Belém:

“E tu, Belém Efrata, posto que pequena entre os milhares de Judá, de ti me sairá o que governará em Israel, e cujas saídas são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade.” Miquéias 5:2

Para cumprir o decreto de recenseamento editado pelo Imperador Romano Otávio César Augusto, em que todos deveriam se inscrever nas suas cidades de origem (organizado para facilitar o pagamento de taxas), Maria e José saíram em uma viagem de cerca de três dias (145km) de Nazaré para Belém, cumprindo-se a profecia de que o Messias, Filho de Davi ali nasceria.

Na falta de vaga nas hospedarias de Belém, José e Maria só puderam se refugiar em uma estrebaria. Aí Vemos o Messias, Rei e Salvador do Mundo, rodeado de pobreza e cheio de humildade, pois nasce o Rei dos Reis, Senhor dos Senhores, deitado em uma manjedoura.

“Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel.” Isaías 7:14

A Adoração dos Pastores

Ninguém em Belém sabia que o maior acontecimento de toda história acabara de acontecer. Mas o Filho de Deus não ficou sem testemunhas em seu nascimento, nem sem adoradores. Estas testemunhas e adoradores não foram achados entre os grandes de Israel, entre os doutores, sacerdotes e menos ainda entre os fariseus.

Durante a Festa dos Tabernáculos, era comum haver pastores em vigília no campo. E Foi dentre esses humildes pastores, mas cheios de fé, em cujos os corações ardiam de esperança pelo messias, foi que Deus recebeu as mais piedosas homenagens.

Os adoradores foram os anjos os quais não puderam conter a alegria no nascimento de Jesus, o glorioso Libertador, em cuja esperança estava a redenção do mundo!

Vagner Vaelatti

 

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to Twitter